Suplementos alimentares: podemos confiar nos rótulos?

Navarro e cols, grandes estudiosos do tema, usam o termo “suplementos dietéticos e a base de ervas” para referir-se a qualquer suplemento que possa estar implicado na lesão hepática. Estes produtos incluem suplementos à base de ervas naturais ou preparados de plantas, produtos como vitaminas, minerais, aminoácidos e proteínas que são utilizados para complementar a dieta, além de suplementos que melhoram o desempenho, e que podem conter esteroides anabolizantes sintetizados quimicamente. Podem ser encontrados em diversas formas: comprimidos, cápsulas e pós, bem como bebidas e barras energéticas.

Como não passam por aprovação do FDA, esses produtos podem conter ingredientes não declarados, contaminantes químicos e microbianos, adulterantes farmacêuticos ou outros compostos, alguns com potencial hepatotóxico.

O gráfico abaixo mostra a distribuição dos suplementos alimentares implicados em lesões hepáticas segundo o “DILIN” (Drug Induced Liver Injury Network) – estudo prospectivo multicêntrico que visa auxiliar na compreensão da etiologia, fatores de risco e evolução dos danos hepáticos induzidos por drogas nos Estados Unidos.

DILIN PEBMED
Liver Injury from Herbal and Dietary Supplements. Hepatology 2017. Navarro et al.

 

Para analisar o conteúdo e determinar a frequência de erros na rotulação dos suplementos alimentares, Navarro e colaboradores realizaram a verificação química de amostras de produtos coletados pelo DILIN. Os autores descobriram que apenas 90 (44%) dos 203 suplementos analisados apresentavam rótulos que refletiam com precisão seus componentes.

Segue um resumo dos resultados nos gráficos abaixo:

pebmed suplementos

pebmed suplementos

A maioria dos autores acredita que os eventos adversos por SA sejam subestimados e isso pode ser observado na prática clínica. Quando interrogamos nossos pacientes quanto ao uso de medicamentos ou outras substâncias durante a avaliação médica, grande parte nem sequer cita o uso de SA, provavelmente porque as campanhas de marketing os levam a crer que sejam substâncias inócuas e por isso nem mereçam ser lembradas. Entretanto, os SA são responsáveis por cerca de 20% de todos os casos de toxicidade hepática nos Estados Unidos, entre outros eventos adversos que podem levar até a morte.

RISCO DE EVENTOS AGUDOS RELACIONADOS AO USO DOS SA

Um artigo publicado no NEJM em 2015 avaliou os dados dos atendimentos realizados em 63 serviços de emergência nos Estados Unidos devido a eventos adversos relacionados ao uso de suplementos alimentares no período de 2004 a 2013. Esses dados levaram a uma estimativa do número de visitas realizadas anualmente no país.

mais...


Autor / Fonte:Pebmed
Link: https://pebmed.com.br/suplementos-alimentares-podemos-confiar-nos-rotulos/