Perguntas sobre Colesterol e Músculos

1. Como o o colesterol ruim (LDL) afeta o corpo? 

As gorduras de todos os tipos e o colesterol que ingerimos fazem parte de várias partes do corpo e são importantes para o funcionamento de nosso organismo. São os chamados lípides ou lipídios. Existem vários tipos de lipídios, sendo que o colesterol, presente só em produtos de origem animal, é um deles.  Para que sejam transportados no nosso sangue, os lipídios precisam de "ajudantes". Esses ajudantes são proteínas que quando se ligam aos lipídios tornam-se lipoproteínas (lipo + proteínas). Sem elas, a gordura que ingerimos ficaria na parte de cima do nosso corpo, como a nata no leite ou o azeite na água. As lipoproteínas mais conhecidas são: LDL e o HDL. O que difere uma da outra? A grosso modo, a quantidade e a qualidade de gordura que carregam. O LDL, chamado de "colesterol ruim", é uma lipoproteína de baixa densidade e possui mais gorduras (lipídios) que proteínas.  Cerca de 60 a 80% do colesterol do sangue são carregados pela LDL, que acaba se chamando "colesterol LDL". Essa proteína carrega o colesterol para a parede das pequenas "mangueiras" que levam o sangue pelo corpo, chamadas artérias. Na parede dessas artérias surgem, então, as placas de gordura:  um tipo de "pequenas montanhas" no caminho do sangue. Essas placas de gordura atrapalham a passagem do sangue e em alguns casos chegam a impedir totalmente o seu fluxo. Quando o sangue não passa em determinados lugares do nosso corpo, ocorrem os infartos no coração e os derrames cerebrais.

Quanto mais "colesterol LDL" tivermos no sangue, mais placas de gordura teremos nas artérias e maior será nossa chance de termos problemas cardíacos e cerebrais. Por outro lado, existe o "colesterol HDL", que possui muito mais proteína que gordura em sua composição. Esse colesterol é o chamado "bom colesterol", porque só tem 20% de colesterol. A maior parte dele é proteína. Esse bom colesterol faz o contrário do colesterol LDL, pois serve como um "varredor"das artérias. Tira o colesterol das artérias e o transporta para o fígado. Lá, o colesterol fará parte da bile e será eliminado para o intestino.

É por isso que os médicos pedem aos pacientes que comam alimentos saudáveis e façam exercícios físicos regularmente. Fazendo isso, eles abaixarão os níveis de LDL e aumentarão os níveis de HDL. Em alguns casos, remédios poderão ser usados para dar uma "ajuda" para que esse objetivo seja alcançado.

2.  Quem tem músculos mais fortes? Homens ou mulheres?  

Em termos absolutos, homens possuem uma força consideravelmente maior que as mulheres para todos os grupos musculares testados.  Alguns escores de avaliação mostram valores 50% menores para força em mulheres na parte superior do corpo e cerca de 30% menor para força nas pernas. Existem exceções para mulheres atletas treinadas em força para eventos de pista ou campo e para algumas fisioculturistas que treinam por anos com exercícios de resistência progressiva a fim de aumentar a força e o tamanho de grupos musculares específicos. Mas o aspecto mais importante que faz o homem ser mais forte que a mulher não é a "qualidade" do músculo, mas sim a sua quantidade. Homens geralmente possuem maior quantidade de músculos, mas a forma como eles funcionam é a mesma. Porém, quando estudamos homens e mulheres com equivalência para tamanho corporal, estado de treinamento e composição corporal, ainda assim, os homens são mais fortes que as mulheres, mas com diferenças um pouco menores.

Dr. Marconi Gomes da Silva - CRM 34604

Médico do Esporte

Presidente da Sociedade Mineira de Medicina do Exercício e do Esporte - Smexe